29/03/2024Curitiba chega aos 331 anos como a Cidade Mais Inteligente do Mundo

Curitiba chega aos 331 anos como a Cidade Mais Inteligente do Mundo

Curitiba completa nesta sexta-feira, 29 de março, 331 anos de sua fundação e tem muito a comemorar: eleita a Cidade Mais Inteligente do Mundo, a cidade se reinventou nos últimos anos, investindo na eletromobilidade no transporte público; integrando seu ecossistema de inovação, o Vale do Pinhão, e assumindo a Inteligência Artificial como aliada; ressignificando seus espaços públicos voltados para o futuro.

Tudo isso sem esquecer da sustentabilidade ambiental, com compromisso em combater as mudanças climáticas, melhorar a governança, investir em saúde, educação, empreendedorismo, proteção ambiental e social.

“Nos 331 anos de Curitiba, o curitibano voltou a ter orgulho da sua cidade. Curitiba se reinventa e sabe permanecer na vanguarda. Aqui, desde 2017 aplicamos a inovação como método para reinventar a cidade e para promover a transformação, a justiça social e fazer frente aos desafios climáticos”, ressalta o prefeito Rafael Greca.

Qualidade de vida

Mais que a projeção por todo o mundo, contudo, o principal resultado reflete na melhoria da qualidade de vida dos 1.773.718 moradores de Curitiba: os serviços da Prefeitura estão na palma da mão com aplicativos como o Curitiba App e o Saúde Já; a cidade está mais segura com a Muralha Digital; e a gestão da cidade está ainda mais inteligente, com o uso de dados em massa do Hipervisor Urbano.

“Aqui, a reinvenção passa pela robótica nas escolas; pelo plantio de 100 mil árvores ao ano; pela Zeladoria Digital; pelo Hipervisor Urbano; pela Pirâimide Solar; pelo transporte elétrico e com uso de energia renovável; pelo Vale do Pinhão apoiando as empresas; e pela Saúde 4.1”, enumerou o prefeito.

Inovadora desde sempre

Curitiba recuperou, nos últimos sete anos, seu DNA de inovação graças a iniciativas de cidade inteligente desenvolvidas pela atual gestão. Tornou-se também a cidade da Pirâmide Solar, das Fazendas Urbanas, do Bairro Novo da Caximba, do plantio de quase 500 mil árvores, dos 50 parques e do acesso à alimentação saudável.

Também é referência nacional como Cidade Educadora, com o incentivo à cultura maker no Fab Lab Cajuru e nos Faróis do Saber Inovação;  e na Saúde 4.1, com o aplicativo Saúde Já e mais de um milhão de atendimentos da Central Saúde Já.

Transporte com energia renovável

A cidade que foi pioneira na criação dos ônibus BRT (Bus Rapid Transit) nos anos 1990 avança, agora, para a eletromobilidade, com os projetos dos novos Inter 2 e BRT Leste-Oeste.

A partir deste ano, a população terá ônibus elétricos na frota do transporte público, após vários testes em 2023. Veículos eletrificados já são usados pela Guarda Municipal e em táxis. Além disso, as bicicletas compartilhadas podem ser usadas nas opções mecânica e elétrica.

Inteligência Artificial

A capital paranaense é a primeira cidade do país a ter uma Secretaria Municipal de Inteligência Artificial (IA) e mostra ao mundo que segue atenta aos novos movimentos da tecnologia.

Entre os sistemas que utilizam a IA, a Prefeitura lançou a Zeladoria Digital, sistema que utiliza um sensor acoplado a veículos como um “caça-buracos” nas ruas da cidade.

Também lançou o Hipervisor Urbano, uma plataforma de compartilhamento de dados públicos munida de ferramentas capazes de coletar, processar e distribuir informações, possibilitando gerir serviços em tempo real e planejar políticas públicas.

Espaços ressignificados

Os curitibanos ganharam novos espaços urbanos, ressignificados, como a Pirâmide Solar de Curitiba, que transformou um aterro sanitário desativado em uma área de produção de energia solar.

Com o Bairro Novo da Caximba, a Prefeitura está transformando em bairro inteligente uma área de Preservação Ambiental (APA) que vinha sendo degradada e que vai dar moradia digna para a comunidade de 1.693 famílias da Vila 29 de Outubro.

O Parque São Lourenço se tornou o maior jardim de esculturas do Brasil com a inauguração do Memorial Paranista, com a obra completa do ícone do Paranismo, João Turin. O Passeio Público passou pela maior reforma das últimas décadas, que incluiu o Coreto Digital.

Um antigo quartel foi transformado no charmoso cinema de rua Cine Passeio. E o Teatro do Paiol, que no passado foi um depósito de pólvora, passou a receber os encontros do ecossistema de inovação curitibano nas noites de Paiol Digital.

O Programa Rosto da Cidade da Prefeitura revitalizou 150 espaços públicos e particulares na região central de Curitiba, entre eles o Palácio Belvedere, Casa Hoffmann, Casa Romário Martins, Casa da Memória e Arcadas de São Francisco.

Vale do Pinhão

Criado em 2017, o Vale do Pinhão integrou o ecossistema de inovação curitibano para promover o desenvolvimento socioeconômico de empresas e pessoas, reafirmando o compromisso da Prefeitura com o zelo pela inovação na cidade, com programas gerenciados pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação.

Este mês, o Vale ganhou o Pinhão Hub, o centro de inovação que vai ser o ponto de encontro do ecossistema, no Rebouças, para gerar novos negócios e capacitar talentos.

Desenvolvimento econômico

Por meio da Agência Curitiba, o Vale do Pinhão conta com programas para as empresas (Tecnoparque e Invest Curitiba); de empreendedorismo (Bom Negócio, Curitiba Empreendedora e seus nove Espaços Empreendedor e Empreendedora Curitibana) e de formação profissional (1º Empregotech e Empregotech 40+, dentro da Escola de Inovação).

Unicórnios e startups

O Programa Cidade das Startups contribui para o desenvolvimento de suas 604 startups, sendo três delas unicórnios (Ebanx, Olist e MadeiraMadeira), e incentiva as iniciantes nas três unidades do Worktiba, o 1° coworking público do país. Unicórnios são startups com avaliação de mercado superior a 1 bilhão de dólares.

Revolução digital

A Prefeitura promove a inclusão digital dos curitibanos com os 304 pontos do Wi-fi Curitiba, com internet pública gratuita, e investindo em projetos e programas de Governo Eletrônico (e-Gov), que utilizam a Tecnologia da Informação (TI) para tornar os serviços públicos mais acessíveis à população.

Entre eles, a base de dados e-Cidadão permite ao cidadão solicitar maios de 600 serviços digitais; a Agenda Online programa atendimentos presenciais com hora marcada; além da transformação digital de serviços de diversas áreas, como Urbanismo e Finanças.

Na palma da mão

Também foram lançados pela Prefeitura, a partir de 2017, aplicativos e sites como Saúde Já, Curitiba App, 156 e Nota Curitibana. No trânsito, o EstaR agora é eletrônico, com a compra de crédito por aplicativo.

Abertura de empresa

Reconhecida como uma das melhores cidades do Brasil para empreender, Curitiba reduziu o tempo de abertura de uma nova empresa para, em média, duas horas, resultado da integração digital de serviços.

Apoio para crescer

Também em favor das empresas, a Prefeitura ampliou para 606 as atividades incluídas na Lei de Liberdade Econômica; retomou o Tecnoparque, em 2018; criou o Fundo de Aval Garantidor; e lançou o Invest Curitiba para promover a internacionalização dos negócios das empresas da cidade.

Fala Curitiba

Com o Programa Fala Curitiba, premiado internacionalmente, a população participa efetivamente das decisões do que é prioridade dos investimentos municipais, com sua participação via internet, reuniões nos bairros ou nos pontos móveis.

Vanguarda

A inédita Parceria Público-Privada (PPP) para a modernização da iluminação pública de Curitiba inovou com a adoção de um novo modelo de gestão que está renovando 160 mil pontos de iluminação.

Curitiba se antecipou em modernizar as leis que regulamentam a instalação de antenas de telefonia celular e foi uma das primeiras cidades do país a receber o 5G.

Cidade Educadora

A Prefeitura está expandindo o acesso ao ensino em tempo integral. Até o final do ano, 100% das unidades terão essa opção. Em maio, Curitiba vai sediar o Congresso Internacional das Cidades Educadoras.

Mobilidade ativa

Com o Programa Caminhar Melhor, projeto de requalificação de calçadas, a Prefeitura reafirma a prioridade dada ao pedestre e à ciclomobilidade, melhorando a urbanidade e a urbanização de 100 km em calçamento de Curitiba.

A Prefeitura também tem investido na ampliação de 408 km da estrutura cicloviária espalhada pelos bairros até o final de 2025 e já tem 50 estações para o uso compartilhado de 500 bicicletas.

Alimentação saudável e para todos

A capital paranaense ampliou as ações na Segurança Alimentar: subiu de 3,5 para 5 salários mínimos a renda familiar para compras nas 35 unidades dos Armazéns da Família da cidade e 14 unidades na Região Metropolitana, beneficiando 360 mil famílias com alimentos em média 30% mais baratos.

A cidade tem 11 Sacolões da Família; 5 Restaurantes Populares, que oferecem 4,7 mil refeições diárias a R$ 3; ganhou duas Fazendas Urbanas: Cajuru e CIC (em fase de implantação); e tem 168 hortas urbanas cultivadas por 17,9 mil pessoas, produzindo 1,6 toneladas/ano de alimentos orgânicos.

A Prefeitura criou 5 unidades do Mesa Solidária, com 1,1 mil refeições diárias gratuitas para pessoas em situação de vulnerabilidade, e o Banco de Alimentos, que já arrecadou mil toneladas de produtos.

Smart City Expo

Na quinta edição do Smart Expo City Curitiba, a capital paranaense se tornou o centro das discussões internacionais sobre cidades inteligentes.

A edição deste ano teve recorde de público, com 16,8 mil participantes, vindos de 580 estados, de 50 países, dos cinco continentes, firmando um legado para a cidade como referência em cidades inteligentes.

Saúde 4.1

Primeira capital do Brasil a oferecer videoconsulta para a covid-19, ultrapassou 1 milhão de atendimentos pela Central Saúde Já este mês. O SUS Curitibano é vanguarda em serviços que usam a tecnologia em favor do indivíduo, dentro do modelo da Saúde 4.1, como o Aplicativo Saúde Já.

Sustentabilidade ambiental

Aos 331 anos, a cidade avança com ações pioneiras como o Programa Curitiba Mais Energia, que populariza o uso de energia renovável com a Pirâmide Solar; a instalação dos painéis fotovoltaicos em diversos pontos da cidade; e a miniusina hidrelétrica CGH Nicolau Kluppel.

Os programas 100 Mil Árvores e o Amigo dos Rios contribuem para tornar a capital uma cidade neutra em emissões até 2050 e os 90 pontos dos Jardins de Mel incentivam a preservação das abelhas nativas sem ferrão.

A cidade teve a volta da Família Folhas na Educação Ambiental e conta com ações pioneiras de coleta consciente, Lixo que Não é Lixo, Câmbio Verde e Ecocidadão.

Muralha Digital

Na área de segurança, a Muralha Digital alia policiamento e tecnologia da informação com a Central de Controle Operacional (CCO) conectada a cerca de 1,9 mil câmeras nas ruas, que já reduziram em 40% a criminalidade onde estão dispostas.

Cultura e esporte

O Portal Curitiba em Movimento simplificou a matrícula em atividades físicas, de esporte e esporte e lazer ofertadas pelo município.

Na Cultura, a capital paranaense foi a primeira a lançar os editais da Lei Paulo Gustavo, com R$ 14,7 milhões em recursos. O Guia Curitiba é a plataforma da Prefeitura que centraliza todos os eventos da cidade.

Destino turístico inteligente (DTI)

Curitiba se destaca como uma das primeiras a ter sido certificada como Destino Turístico Inteligente (DTI) e se tornou o 3º destino mais procurado no Brasil por estrangeiros para turismo de negócios e eventos.

A cidade voltou a ser a capital brasileira do Natal, com a maior programação de fim de ano do Brasil. Em sete anos, o Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais somou 300 dias de atrativos gratuitos. Só em 2023, o evento reuniu 2 milhões de pessoas. Com a redução do ISS para eventos, em 2017, se consolidou na rota de grandes apresentações artísticas.

cidade mais inteligente do Mundo

Curitiba chega aos 331 anos como a Cidade Mais Inteligente do Mundo. Foto: Ricardo Marajó/SMCS